Sergio Cortes reporta sobre como evitar dores nas costas durante o sono

De acordo com o Ministério do Trabalho, as dores nas costas estão entre as principais causas de afastamento do trabalho no país, tendo ocorrido mais de 80 mil casos apenas em 2016 de pessoas que deixaram de ir ao trabalho por esse motivo.

Segundo médicos e fisioterapeutas, essas dores na região da lombar e da coluna podem estar relacionadas à altura e ao modelo do colchão e dos travesseiros utilizados durante o sono, reporta o médico ortopedista Sergio Cortes.

O colchão, por sinal, pode ser o responsável pela causa de outros sintomas como indisposição, cansaço e dores de cabeça, sendo assim um item que faz toda a diferença para se conseguir ter uma noite de sono tranquila e revigorante.

Qual tipo de colchão escolher?

Os tipos de colchão mais comuns são os de mola e os de espuma. Os colchões de mola possuem uma estrutura interna que é formada por um conjunto de molas de aço interligadas ou ensacadas. As molas interligadas permitem um movimento maior, enquanto as ensacadas proporcionam uma intensidade de movimentação menor. De forma geral, os colchões de molas possibilitam bastante conforto, resistência e uma grande durabilidade para pessoas que possuem 150 kg, informa Sergio Cortes. Já os colchões de espuma, por outro lado, têm várias densidades diferentes de acordo com cada faixa de peso, o que possibilita uma adequação melhor do colchão à estrutura do corpo de cada pessoa, proporcionando conforto e durabilidade também.

Colchão macio ou duro?

O colchão certo deve ser firme, um meio termo entre macio e duro, reporta Sergio Cortes, pois é esse o tipo que faz com que a coluna se molde de forma correta, o que sustenta de maneira equilibrada o peso e faz com que ocorra um descanso adequado para todas as estruturas corporais.

Colchão para determinadas patologias

Para aqueles que já possuem de doenças na coluna, como a hérnia de disco, por exemplo, o indicado é fazer uso de colchões ortopédicos, pois estes são mais firmes e permitem uma boa sustentação ao corpo sem deixar de oferecer conforto, noticia o médico Sergio Cortes. Já os pacientes que são portadores de fibromialgia e outras doenças de cunho reumático, estes podem optar pelos colchões semi-ortopédicos, que também oferecem uma boa sustentação, porém com um nível menor de rigidez.

Qual o melhor tipo de travesseiro?

O travesseiro ideal é aquele que permite que o pescoço fique em uma posição alinhada à coluna, informa Sergio Cortes. Para as pessoas que dormem de lado, o travesseiro deve ser de uma altura que o faça formar um ângulo de 90 graus entre o pescoço e o ombro.

A melhor maneira para dormir

As melhores formas de dormir são de lado ou de barriga para cima. É importante evitar se deitar de bruços, pois nessa posição a coluna não tem apoio e se torna mais propensa a desenvolver dores. Na posição de lado, o ideal é utilizar um travesseiro entre as pernas para deixar a coluna em uma posição melhor.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *