Onde abrir seu negócio – a escolha certa para gastar menos e crescer mais!

Com o advento da crise alguns jargões reapareceram. Dentre eles um é bem famoso “enquanto alguns choram outros vendem lenço “! Sempre há o que aproveitar. Não é diferente o assunto desta matéria.

Muitos comerciantes adquiriram pontos comerciais a menor preço. Ninguém quer ficar com sua locação vazia e há muitos estabelecimentos mais fracos que não suportaram a queda das vendas. Por isso não só donos de lojas individualmente como também shoppings inteiros tem aceitado negociar condições especiais para não perder novos locadores.

Ainda assim existem os pulso firme que não abaixam seus preços por nada, talvez porque não sentiram tanto os efeitos negativos. Portanto analise a região, o tipo de comércio anterior e o imóvel para saber quais os possíveis pontos de negociação. Vamos a alguns que merecem atenção.

Os polos comerciais, podem ser a peça perfeita no jogo no caso saiba onde encaixar. Uma rua de caráter comercial ou galeria que tem fama por um ramo específico do mercado (roupa ou eletrônicos) tem grande chance de ter pontos comerciais vagos mas a falta de lojas por um certo tempo desmotiva a clientela. A estratégia de marketing da inauguração tem que superar o déficit por desuso. No entanto há a probabilidade de virada com aluguel reduzido.

Em shoppings pode se avaliar pelo mesmo princípio no caso da tradicional luva em que dependendo do caso pode até mesmo ser dispensada. No entanto em shoppings novos temos um ponto comercial zerado em popularidade que gera expectativa nos clientes que estão ansiosos por saber as novidades que virão, mas não tanto quanto seus locatários sedentos pela movimentação.

Sempre tenha cuidado porém com a “grama do vizinho”, a situação da loja ao lado pode ser bem diferente da sua, por isso evite comparações e trate da situação específica de sua negociação.

A análise de aluguel, região e situação não deve ser vista apenas por quem trata de um único estabelecimento. Ela pesa na pra quem trabalha com expansão em massa, que é o caso de Yaron Goldman. O empresário é dono de 35 franquias mas tem foco num único ramo: alimentação. Numa entrevista pra PEGN contou sua estratégia para multiplicação. Devido a multiplicidade de negócios dentre outras coisas reconhece a importância de avaliar a geografia local, a relação com o nome da franquia e a capacidade de retorno.

A analise geográfica é fundamental e especialmente em momentos delicados! As movimentações de abre e fecha das grandes redes foi comentada por Ana Paula Tozzi, CEO da AGR Consultores.

Já está pensando onde abrir seu próximo ponto? Reservamos pra você então no final da matéria dicas extras sobre o assunto dadas por alguns especialistas no link que selecionamos. Boa pesquisa e Bons negócios!

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *