Planejamento estratégico: desenhando o mapa rumo ao sucesso

Planejar é e sempre foi a melhor forma de manter o foco e a organização necessários para atingir os resultados esperados com uma iniciativa. Na gestão de uma empresa não é diferente.

Colocar no papel todos os aspectos envolvidos na administração do negócio não apenas ajuda o empresário a pôr as ações em prática, como também auxilia no acompanhamento dos resultados das mesmas.

Confira as dicas a seguir para começar a estruturar o planejamento estratégico da sua empresa.

Mercado

A melhor forma de começar um planejamento estratégico é entendendo o contexto geral de atuação da empresa. Esta etapa envolve tanto olhar para fora, como também da porta para dentro. São os famosos ambientes externo e interno, respectivamente.

No primeiro, é importante entender o mercado em que a empresa atua: como está a economia da região? Como se comporta o público-alvo? Quais são suas características demográficas? Existem leis que beneficiam ou ameaçam o negócio? Além disso, uma análise profunda da concorrência, clientes e fornecedores é importantíssima.

Já quando se analisa a empresa internamente, deve-se identificar pontos fortes e fracos relacionados a aspectos como processos, colaboradores, recursos financeiros e produção, por exemplo.

Objetivos, metas e estratégias

Com os dados de mercado em mãos, é chegada a hora de definir “onde a empresa quer chegar”, ou seja, seu objetivo. Seja aumentar a lucratividade, abrir mais filiais ou conquistar a fidelidade do seu público, os objetivos devem ser acompanhado de metas, ou seja, meios quantificáveis para chegar aos objetivos.

Além disso, objetivos e metas deverão ser guiados por uma estratégia — o que deve ser feito para que ambos sejam atingidos.

Plano de ações e métricas de acompanhamento

Mas como garantir que a estratégia será seguida? É esta a função do plano de ações. Essas ações são tarefas práticas e detalhadas, sempre acompanhadas de um prazo e um profissional responsável. Além disso, é importante traçar métricas para acompanhar o sucesso de cada ação. Por exemplo, se uma ação é “anunciar em uma determinada rede social para conquistar mais seguidores”, boas métricas de acompanhamento seriam número de novos seguidores e custo por novo seguidor.

Agora que o planejamento estratégico está pronto, não preciso mais me preocupar com isso, certo? Errado! Este é um documento que deve se manter vivo, e ser revisado e atualizado periodicamente. A dica é que a cada trimestre a diretoria da empresa se reúna para verificar o progresso do planejamento, além de realizar uma reunião ao final do ano para planejar o ano seguinte.

Por fim, é importante lembrar que tão importante quanto fazer um planejamento é colocá-lo em prática. Por mais redondo que seja um planejamento estratégico, se ele ficar na gaveta, não exercerá sua função.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *