Rodrigo Hilbert lançou seu livro no Manaira Shopping, de Roberto Santiago

Resultado de imagem para rodrigo hilbert manaira shopping

Um dos mais conhecidos centros comerciais de Roberto Santiago, Manaira Shopping, foi o local escolhido para ser um dos palcos de lançamento do mais novo livro do ator e apresentador Rodrigo Hilbert.

Foi no dia 21 de agosto a partir das 19h que Rodrigo Hilbert esteve em João Pessoa no Manaira Shopping, um dos mais famosos empreendimentos do empresário pessoense Roberto Santiago, para divulgar seu mais recente livro voltado para a gastronomia “As deliciosas receitas de Tempero de Família 2”.

Com a intenção de oferecer algo personalizado e que viesse a retratar um pouco de sua personalidade, Rodrigo selecionou, entre as várias temporadas de seu programa Tempero de Família, mais de 70 receitas com diferentes histórias, todas marcadas pela criatividade, simplicidade e boas lembranças.

Além da versatilidade de receitas dividas entre os capítulos entradas e saladas; massas e risotos; peixes; carnes; aves; vegetais; doces e sobremesas; pães e pizzas; e, rápido e fácil, todos os pratos inseridos no livro de 208 páginas publicado pela editora Globo Estilo em parceria com o canal por assinatura GNT são acompanhados de belas imagens conferindo grande charme e atratividade às opções ali representadas.

Roberto Santiago – empreendedor de sucesso

Com sua visão moderna e inovadora, Roberto Santiago vem sendo um  incentivador econômico e social da região. Seu primeiro empreendimento de sucesso, o Manaira Shopping, considerado o maior centro comercial de João Pessoa, foi responsável por promover a valorização dos imóveis aos arredores do shopping e pela criação de mais oportunidades de empregos.

Desde sua inauguração, em novembro de 1989, o Manaira passou por diversas ampliações para alcançar o formato atual e conseguir oferecer o que há de melhor aos moradores e turistas da cidade que buscam conforto, entretenimento e segurança em um único lugar para passar seus momentos de lazer, garantindo satisfação para toda a família.

Além de abrigar centenas de lojas e contar com um grande e versátil Espaço Gourmet repleto dos mais variados cardápios, o shopping proporciona a seus visitantes uma vasta gama de opções de diversão e entretenimento capaz de satisfazer aos mais variados gostos.

O cinema conta com uma lanchonete completa para seus frequentadores e mais de dez salas com modernos sistemas de exibição e confortáveis poltronas dispostas de maneira que possam oferecer maior visibilidade aos clientes.

Há também o Games Station que se adequa a todas as idades. Neste parque de diversões eletrônico é possível encontrar mais de 200 máquinas de jogos de diversos estilos, um espaço destinado a salão de festas e modernas pistas eletrônicas de boliche.

Para aumentar ainda mais o leque de opções dos visitantes de um dos maiores centros comerciais do Nordeste, foi criada uma casa de shows, academias e filiais de universidades locais.

Atualmente, Roberto Santiago é visto como um empreendedor de sucesso que investiu em seu sonho de projetar construções modernas e inovadoras em João Pessoa. Com seu vasto currículo e grande know-how tornou-se referência em investimento e diversão em toda a Paraíba, sabendo aproveitar as oportunidades que surgem em sua frente.

 

Apple pensa em gastar até US$ 1 bilhão na produção de séries e filmes

A gigante em tecnologia Apple está planejando destinar US$ 1 bilhão para a produção de conteúdo audiovisual no ano de 2018, incluindo a criação de séries e filmes, de acordo com fontes ligadas ao jornal “The Wall Street Journal”.

Esse investimento seria o bastante para posicionar a Apple entre as maiores produtoras de conteúdo de Hollywood, tendo em vista que esse valor consiste em, aproximadamente, metade do que a emissora “HBO”, responsável por grandes sucessos como “Game of Thrones” e “Westworld” gastou no ano de 2016 para a produção de suas séries, segundo o jornal.

Ainda de acordo com informações do “The Wall Street Journal”, através desse investimento, a Apple seria capaz de adquirir ou produzir cerca de dez séries, se tornando assim uma das maiores do mercado na atualidade, se igualando a outras grandes empresa de tecnologia que decidiram apostar no ramo, como é o caso da Amazon.

Para conquistar esse mercado, os especialistas garantem que a Apple precisaria desenvolver inicialmente uma série de grande sucesso entre o público e a crítica para, quem sabe, alcançar futuramente o grau de relevância de plataformas como a Netflix, que desde o seu início, conseguiu desenvolver conteúdos próprios de sucesso como “House of Cards” e “Orange is the New Black”.

Desde o início de 2017, a empresa já produziu alguns programas próprios em seu serviço de streaming recém-criado, mas estes não alcançaram grande repercussão entre os usuários. Contudo, por ter reservas no patamar de US$ 261 bilhões, além de um faturamento anual de mais de US$ 215 bilhões, a Apple certamente tem todos os meios necessários para se tornar gigante também na indústria de Hollywood.

Criada nos Estados Unidos no ano de 1976, a Apple revolucionou os smartphones como o conhecemos atualmente, se tornando um grande sucesso de vendas com o iPhone, e também com outros aparelhos eletrônicos como o iPad, o iPod, o iMac e, mais recentemente, com o Apple Watch. Com um valor de mercado de mais de US$ 500 bilhões, a empresa é uma das maiores do mundo e possui uma presença global em mais de 150 países.

 

Air France anuncia criação de companhia aérea com foco nos jovens

A empresa Air France anunciou recentemente a criação de uma nova companhia aérea que fará parte do seu conglomerado, a Joon, cujo foco estará no público jovem, entre os 18 e 35 anos. A expectativa é de que os voos de curta duração da Joon estejam disponíveis a partir do mês de setembro, enquanto os trechos mais longos serão operados a partir de meados de 2018.

Até o momento, não foram anunciados os detalhes sobre os preços e as taxas cobradas pela Joon. Em comunicado oficial da Air France, a empresa disse que essas informações serão divulgadas durante o mês de setembro, mas destacou que a Joon não será uma companhia aérea de baixo custo, tendo em vista que irá oferecer serviços e um padrão de qualidade semelhante ao dar Air France.

A criação da Joon foi vista pelos especialistas como parte da  nova estratégia de mercado da Air France-KLM,  a qual foi nomeada como “Trust Together”, e tem o objetivo de tornar a empresa mais competitiva entre a concorrência cada vez mais acirrada. O comunicado oficial da empresa ressaltou que a Joon foi projeta especialmente para os passageiros que fazem parte da Geração Y, se destacando por oferecer uma experiência de voo completa para os jovens.

Em relação aos funcionários da Joon, os vôos da companhia serão operados por pilotos da Air France, não havendo planos de mudança em relação a remuneração e as condições de trabalho destes profissionais.

Já em relação aos comissários de bordo, a Air France informou que eles serão terceirizados, o que representará uma diminuição de custos de aproximadamente 45% em comparação aos comissários da Air France. Essa redução de custos pode ser um indicativo de que os preços cobrados pela Joon serão inferiores aos da companhia aérea principal.

Em um primeiro momento, a frota de aviões da Joon será de 18 aeronaves para voos de distâncias médias, e de 10 aeronaves para os trajetos mais longos. Esses números foram concedidos devido a pressão dos sindicatos franceses, que preocupam-se com uma transferência das atividades da companhia Air France para a Joon nos próximos anos.

 

Conheça mais sobre José Auriemo Neto, presidente da JHSF

Natural de São Paulo, José Auriemo Neto, ou apenas Zeco para os mais próximos, sempre se destacou por ser precoce e independente. Seguindo essas características, ele se tornou o presidente da incorporadora JHSF, empresa criada pelo seu pai nos anos 70, antes de chegar aos 30 anos de idade.

Quando adolescente, Zeco se envolveu em vários projetos extracurriculares, tendo morado em países como Noruega e Bélgica, para praticar esportes como futebol e hipismo. Tudo isso contribuiu para que o executivo ampliasse a sua visão estratégica, características importantes para os líderes de grandes empresas

Aos 17 anos, José Auriemo Neto decidiu cursar Engenharia na Faap (Faculdade de Engenharia de São Paulo), mas durante o quarto ano da faculdade, Zeco concluiu que não era isso que gostaria de fazer profissionalmente, tomando a decisão de deixar a faculdade. Logo em seguida, ele se uniu ao pai, Fábio Auriemo, na incorporadora da família, a JHSF.

Desde a década de 90, a empresa mudou o seu foco de atuação e passou a investir na incorporação de imóveis, uma decisão que foi essencial para o crescimento rápido da JHSF nos anos seguintes. Atualmente, a incorporadora possui projetos concluídos no estado de São Paulo, e em cidades como Manaus, Salvador e Punta del Este, nas quais a empresa tem investido especialmente na incorporação de prédios comerciais e centros de compras.

Desde que se tornou presidente, José Auriemo Neto tem apostado no mercado da incorporação de luxo, um segmento que cresceu muito há alguns anos. Como principal exemplo entre os projetos da empresa nessa área, está o Parque Cidade Jardim, um complexo de luxo de grande porte, localizado na Marginal Pinheiros, um endereço que muitos profissionais do ramo consideraram não ser adequado para receber um empreendimento como esse.

Mesmo com as opiniões adversas, o executivo não deixou de acreditar no potencial do projeto, o qual envolveu a aquisição de um terreno de aproximadamente 80 mil metros quadrados na região. Desse modo, José Auriemo Neto se dedicou bastante a construção do Parque Cidade Jardim, o qual depois de finalizado, se tornou um dos complexos imobiliários mais modernos de São Paulo. No interior dele, estão um grande shopping center com cerca de 150 lojas, restaurantes, academias, prédios residenciais, torres comerciais e um prédio onde alguns andares funcionam como filial do hotel Fasano.

O sucesso do empreendimento foi tamanho que, em pouco tempo, todos os imóveis disponíveis para venda e locação foram negociados, o que rendeu um grande lucro para a empresa e fez com que Zeco ganhasse mais destaque e prestígio entre os executivos do ramo.

Além de bem-sucedido profissionalmente, José Auriemo Neto também vive uma excelente fase em sua vida pessoal, sendo casado com a administradora Mariana Landmann Auriemo, com quem tem dois filhos, Antônio e Olivia. Apesar da jornada de trabalho intensa e cansativa, o executivo, sempre que possível, faz questão de dedicar seu tempo para a família, aproveitando também para jogar golfe, esporte do qual se tornou adepto há alguns anos e utiliza como forma de combater o estresse.

 

Veja como empreender no setor de pets

O mundo animal é uma ótima fonte de negócios. Animais domésticos como cachorros e gatos fazem parte da família da maioria dos brasileiros. Segundo dados da Pesquisa Nacional em Saúde feita em 2013 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 44% dos domicílios do país possuem pelo menos um cachorro. O IBGE estimou a quantidade de pets em mais de 52 milhões no país. Um número muito grande promete ser também muito promissor no empreendedorismo pet, isso porque, os donos, não medem esforços par levar aos bichinhos um conforto de gente! Segue abaixo algumas dicas para aqueles que querem empreender no mundo pet!

Estudo e planejamento

Além de planejar o negócio, como a escolha do local, os produtos e serviços oferecidos, o empreendedor deve estudar o mercado e se certificar de todas as variáveis do negócio. Por exemplo, é possível faturar durante todo o ano? Os finais de semana e feriados são bons para o negócio? Todas essas questões devem ser respondidas antes do empreendimento abrir as portas. Fazer planilhas de atendimento e produtos é bom para gerenciar o que entra e sai da empresa. Estudar e planejar é o primeiro passo para ter sucesso.

Produtos e serviços diversificados

Encontrar um único produto que atenda as necessidades do cliente e investir somente nele é uma estratégia arriscada. Com o estudo e o planejamento explicados no tópico anterior é possível perceber quais os produtos queridinhos do cliente. Com o tempo, o empreendedor pode inovar e sair na frente da concorrência com produtos superiores. Uma das tendências da área é o estímulo ao conforto dos cachorros e gatos, então, produtos com almofadas, travesseiros são ótimas pedidos para o mercado pets.

Loja online e serviços especializados

Hoje, ter uma presença online é parte obrigatória do crescimento de uma empresa. Por isso, para quem quer empreender é essencial possuir uma página online do negócio, seja no facebook ou instagram. Garantir uma presença online é ter milhares de possíveis clientes. Alguns serviços especializados podem entrar no escopo de serviços da empresa. Médicos veterinários autônomos podem ser parceiros do negócio oferecendo atendimento médico e acompanhamento aos pets. O segmento pet é uma tendência de mercado presente e futuro.

 

Empreendedorismo nos negócios, como ganhar empreendendo num mercado concorrido

Resultado de imagem para assessoria financeira

O primeiro passo para sua ideia crescer e poder assim usufruir dela, é ter um bom foco em suas intensões. O planejamento é algo fundamental para que seu propósito passe por um caminho sustentável e assim você possa ter uma base ao que vem a seguir.

Grande maioria dos que estão no topo, um dia batalharam e insistiram muito em suas ideias, porque você não poderia também? O fato é que a oportunidade está presente, mas o que realmente importa é se irás insistir e correr atrás dela. Não se abalar por tropeços que vier a dar ao longo do caminho também ajuda a não desanimar a acabar arruinando seus planos, aliás, cair faz parte, e claro, sempre se deve manter o foco.

Vale ressaltar que se pode passar por mementos ruins em seus negócios, mas o importante é seguir em frente e principalmente saber lidar com o fato. Você pode sim vir a se tornar um empreendedor, aqui estão mais algumas dicas de como se tornar um em um mercado saturado.

A persistência e a calma devem ser mantidas e seguidas a risco, como deixa claro o empresário Vagner Lefort, da Long Jump, que em uma entrevista diz: “Nunca se deve tomar uma decisão nervoso. Tomar a decisão com o coração, com a emoção, não é bom. É preciso decidir com a razão”.

A empresa gaúcha TAG, em uma entrevista também da dicas para quem está começando ou pensando em começar um negócio: “De maneira geral, acreditamos que para empreender é necessário ter a consciência de que o trabalho é duríssimo. Não existe nada de glamour no dia-a-dia, como muita gente pensa. Tem que ter atitude e correr atrás das coisas, tem que criar tudo, botar a mão na massa. A execução é constante, e é fundamental que toda a equipe de um novo empreendimento tenha consciência e saiba lidar com isso.”

Com isso, precisa-se gostar do que faz, ter muito empenho, não pensar apenas no lucro que terá, e que gostar do que está fazendo.

 

Empreendedorismo online pode ser vantajoso

Ao iniciar uma atividade online o empreendedor pode contar com vantagens que facilitam o seu trabalho e o andamento do negócio. Quanto mais facilidades fizerem parte da rotina de trabalho mais chances existirão de ser bem-sucedido, no entanto, é essencial ter em mente que os desafios existem tanto em uma atividade online como offline.

O investimento inicial de um negócio online tem um custo reduzido, o que estimula potencialmente o empreendedorismo. Os custos para manter um estabelecimento comercial exigem um investimento relativamente maior, desse modo, abrir um negócio online pelas menores exigências econômicas se torna um atrativo. A escalabilidade torna-se mais ampla, o que gera mais chances de alcançar um público-alvo diversificado, podendo atingir regiões distantes dando vantagens para uma divulgação maior do que um negócio físico que é aberto em apenas um lugar, além disso, o gerenciamento de uma equipe é menos complexo.

A gerência de pessoas pode estar mais focada, uma vez que os colaboradores se encontram no mesmo local é mais fácil aproveitar o tempo de trabalho com tarefas que podem ser agregadas. Como o meio digital é dinâmico é necessário que a equipe seja ágil para responder às mudanças que podem acontecer.

A inovação em um negócio digital é a palavra chave para acompanhar as novas tendências que surgem no mercado. Será necessário ser rápido para absorver as novidades que aparecem nesse cenário e assim usá-las da melhor forma para trazer soluções eficientes e potencializar os resultados da empresa.

Fazer uma análise da descrição do produto é outro ponto que precisa ser levado em consideração. Quando um produto ou um serviço está sendo disponibilizado no mundo digital é necessário deixar claro para o consumidor quais as utilidades que ele tem. Quanto mais claras e transparentes estiverem as informações, mais certeza o cliente terá de que está adquirindo o que está procurando, evitando assim futuros transtornos. A descrição do produto será a apresentação que o cliente terá do que procura, por isso deve muito bem desenvolvida, afinal o cliente não pode tocar nem experimentar o que é oferecido através da internet, por isso, garantir um

Um cardápio variado de produtos e de serviços para quem vive em grandes cidades

Quando se fala de metrópoles ou de grandes cidades é comum a muitas pessoas associá-las a desafios e situações que geralmente acometem os grandes centros urbanos.

Dificuldades no trânsito, correria, vida noturna intensa são apenas algumas das imagens que costumam caracterizá-las.

Entretanto, mesmo tendo de lidar com situações muitas vezes adversas, as grandes cidades mantêm especificidades que faz com que pareçam ter uma maior oferta de serviços e também de oportunidades do que as pequenas cidades.

Pois, em geral, é nas localidades de maiores aglomerações populacionais que as coisas primeiramente acontecem, onde as novas tendências das diferentes áreas dos negócios e do empreendedorismo costumam ser lançadas.

Dessa maneira, é possível encontrar nesses centros urbanos uma enorme variedade de produtos e serviços sendo comercializados e procurados.

E não se sabe bem ao certo, se por falta de espaço, de tempo ou se por comodidade mesmo, são muitos os habitantes das grandes cidades que frequentemente recorrem a tais serviços.

Em metrópoles como São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, podemos encontrar tanto serviços de lavanderia tradicional- lava-passa e entrega domiciliar – como serviços de lavanderia mais modernos, como os serviços de lavagem self service.

Outro tipo de serviço, que já há alguns anos passou a ser oferecido em estabelecimentos dos grandes centros, foi o serviço de cochilos personalizados.

Também já se pode contar com estabelecimentos voltados ao atendimento de ciclistas urbanos e em alguns desses estabelecimentos, além dos serviços de estacionamento e concerto de bicicletas, também são oferecidos serviços de restaurantes e até de banho.

Fora esses, ainda existe uma enorme lista com variadas ofertas de serviços prontos para atender as demandas de diferentes tipos de consumidores.

No momento, o que está muito em uso são os serviços de compartilhamento ou coworking – através dos quais praticamente qualquer serviço ou produto pode ser compartilhado.

Há coworking para quem precisa de algum espaço de escritório, para quem pretende cozinhar e comercializar comidas e até de estúdio, para quem precisa criar.

Dá pra se ver através disso que com o passar dos tempos diversos serviços estão se inovando e se tornando cada vez mais dinâmicos.

 

Após ser demitido, gerente abre o seu próprio negócio com a rescisão

Resultado de imagem para Luís Belentani

Ter sido demitido foi o melhor que aconteceu na vida de Luís Belentani. O gerente comercial perdeu o emprego de uma grande empresa no ramo de saúde, mas com a rescisão e a venda de uma moto, ele abriu a “Tia Sô Minidelícias”, rede de salgados em São José do Rio Preto.

Coxinhas, quibes, bolinhos de queijo e churros, tudo em miniatura e com uma grande produção que já atingiu 500 mil unidades por dia. Segundo o empresário, a receita é de sua esposa e sócia, Solange Ferrari Belentani, 58. O filho do casal, Luís Matheus, 30, faz parte da diretoria e ajuda a expandir as lojas.

Em menos de dois anos após a demissão, Luís Belentani conseguiu transformar a empresa em franquia, tendo 41 lojas espalhadas entre São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. São 186 funcionários (sendo 150 em lojas franqueadas) e com faturamento de R$ 3,5 milhões só no ano passado.

Preços variam entre R$ 3 a R$ 42

Tem para todos os gostos: coxinha de carne, frango, calabresa, legumes (feito com massa integral), pizza e palmito. O minichurro é recheado de morango, chocolate, goiabada, doce de leite, abóbora com coco e maracujá.

Um copo de 15 unidades custa entre R$ 3 a R$ 3,50, 40 unidades entre R$ 7 a R$ 8, e caixas com 90 e 300 unidades custam a partir de R$ 14 e R$ 42, respectivamente.

Quanto custa para abrir uma franquia?

Uma franquia pode ser pequena, mas para abrir uma rede como a do empresário Luís Belentani, vale a pena conferir os dados fornecidos pela sua empresa:

  • Investimento inicial: a partir de R$ 60 mil, o que inclui capital de giro, custo de instalação e taxa de franquia;
  • Faturamento médio mensal: a partir de R$ 20 mil;
  • Lucro médio mensal: a partir de R$ 5.000, que equivale a 25% do faturamento;
  • Retorno do investimento: em até 1 ano.

É possível começar um negócio com pouco dinheiro?

O universo do empreendedorismo está lotado de ideias inovadoras, o grande desafio é conseguir tirá-las do imaginário e colocá-las em prática. O maior impedimento para realizá-las é a falta de dinheiro e embora não seja impossível abrir um negócio com pouquíssimo dinheiro, é muito difícil.

De acordo com especialistas da área, é possível abrir um negócio com uma quantia reduzida, mas as opções acabam sendo restritas. Mas empreendimentos que tendem a ser mais difíceis de entrar acabam tendo uma possibilidade maior de crescimento, já quando é muito “fácil” entrar no mercado, existem mais concorrentes.

Uma quantidade limitada de recursos financeiros pode ser uma boa oportunidade, para surgirem ideias inovadoras e criativas, mas mesmo assim é necessário seguir alguns passos para começar um negócio do zero com pouco dinheiro.

Uma das primeiras ações a se tomar é a preparação para empreender, antes de embarcar em uma ideia e se jogar de cabeça é necessário verificar se terá condições de se manter financeiramente antes que o negócio dê o retorno do investimento inicial e comece a gerar lucro. Além disso é necessário realizar um estudo detalhado sobre a área, seus concorrentes e seus déficits, pois para se destacar é necessário ter um diferencial.

Uma das grandes sacadas para não perder dinheiro e ainda economizar é tentar vende-la para alguém e atrair investidores que tenham a quantia necessária, por isso a necessidade de ser uma ideia com diferencial e um potencial lucrativo.

Caso tenha dificuldade em encontrar um capital, é possível que o negócio não seja exatamente o que você idealizou e é bom repensá-lo. É necessário salientar que para que o empreendedor não vire um empregado do investidor existam regras claras quanta a participação nos lucros e na empresa ao selar o acordo.

É essencial ter uma boa rede de contatos e utiliza-la quando necessário, já que eles poderão auxiliar a encontrar parceiros, novas oportunidades, além de promover o negócio/produto utilizando o boca-a-boca e indicações, construindo uma boa reputação, essencial para atrair novos clientes.

Saber aproveitar as oportunidades e adaptar o negócio a diversas situações é necessário um empreendimento bem sucedido. E por fim é necessário ter um plano de ação, definir metas, procurar aprender cada vez mais e elaborar um plano financeiro, além de um estudo de mercado.

Como já foi dito antes, não é impossível iniciar um empreendimento com nenhum dinheiro ou com um baixo orçamento, mas é necessária uma boa ideia e um estudo de mercado, para estudar o ramo escolhido e visualizar as carências, para assim criar um bom negócio e assim fazer sucesso com investidores e com o público.