Fundador da Madero lança nova rede, só que mais popular, para 2018

Apesar de não ter ficado claro se uma coisa teve relação direta com a outra, o fato é que, logo depois da compra, feita pelo apresentador Luciano Huck, de uma participação minoritária na rede de hamburguerias Madero, a empresa veio com esse projeto de uma nova marca a ser lançada por ela, considerando-se já certo o seu pleno funcionamento no próximo ano, 2018. A essa nova marca foi dado o nome de “Jeronimo”, e sua diferenciação está em ser essa bandeira mais barata que a outra, ainda que sejam previstos, no referido projeto de lançamento, investimentos de R$ 60 milhões, aproximadamente, até o final do ano que vem. E é justamente no fim de 2018 que, segundo as previsões, já se terá, ao todo, 20 lojas da Jeronimo em funcionamento, sendo que as primeiras unidades serão distribuídas entre três capitais de nosso país: Curitiba, Brasília e Porto Alegre.

O fundador da empresa em questão, Junior Durski, ao que tudo indica, manterá uma estratégia, com essa nova marca, de atender um público mais jovem, por meio de refeições mais rápidas. E, para se ter uma ideia da diferenciação de preço e, consequentemente, de público, podemos fazer uma simples comparação entre o valor do tíquete médio do Madero e aquele que será provavelmente o do Jeronimo: R$ 52, para o primeiro; R$ 29, para o segundo, assim sendo esse, claramente, 45% mais barato.

Quem analisar a questão desatento, no entanto, poderá até supor ser essa iniciativa “um tiro no próprio pé”, já que, em tese, uma rede poderia sobrepor-se à outra. Mas, olhando a questão com mais profundidade, como lembra Durski, está na diferenciação do público alvo o impeditivo para uma situação desse tipo. Valendo ainda pontuar sua última fala, quanto à pretensão de, ainda no próximo ano, lançar um terceiro projeto de rede, dessa vez mais cara. Afinal, inviável não é, já que ele complementou essa fala com a informação factual de que, “nos Estados Unidos, existem dezenas de marcas premium de hamburguerias”, e assim, supondo-se que, nos próximos dez anos, haverá cerca de sete grandes redes desse tipo em nosso país, adiantou a intenção de ser o dono de cinco delas.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *