Após ser demitido, gerente abre o seu próprio negócio com a rescisão

Resultado de imagem para Luís Belentani

Ter sido demitido foi o melhor que aconteceu na vida de Luís Belentani. O gerente comercial perdeu o emprego de uma grande empresa no ramo de saúde, mas com a rescisão e a venda de uma moto, ele abriu a “Tia Sô Minidelícias”, rede de salgados em São José do Rio Preto.

Coxinhas, quibes, bolinhos de queijo e churros, tudo em miniatura e com uma grande produção que já atingiu 500 mil unidades por dia. Segundo o empresário, a receita é de sua esposa e sócia, Solange Ferrari Belentani, 58. O filho do casal, Luís Matheus, 30, faz parte da diretoria e ajuda a expandir as lojas.

Em menos de dois anos após a demissão, Luís Belentani conseguiu transformar a empresa em franquia, tendo 41 lojas espalhadas entre São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. São 186 funcionários (sendo 150 em lojas franqueadas) e com faturamento de R$ 3,5 milhões só no ano passado.

Preços variam entre R$ 3 a R$ 42

Tem para todos os gostos: coxinha de carne, frango, calabresa, legumes (feito com massa integral), pizza e palmito. O minichurro é recheado de morango, chocolate, goiabada, doce de leite, abóbora com coco e maracujá.

Um copo de 15 unidades custa entre R$ 3 a R$ 3,50, 40 unidades entre R$ 7 a R$ 8, e caixas com 90 e 300 unidades custam a partir de R$ 14 e R$ 42, respectivamente.

Quanto custa para abrir uma franquia?

Uma franquia pode ser pequena, mas para abrir uma rede como a do empresário Luís Belentani, vale a pena conferir os dados fornecidos pela sua empresa:

  • Investimento inicial: a partir de R$ 60 mil, o que inclui capital de giro, custo de instalação e taxa de franquia;
  • Faturamento médio mensal: a partir de R$ 20 mil;
  • Lucro médio mensal: a partir de R$ 5.000, que equivale a 25% do faturamento;
  • Retorno do investimento: em até 1 ano.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *